Anos 60

UMA NOVA VIRAGEM NA LOUÇA DE ALCOBAÇA

A “Raúl da Bernarda” para dar resposta à concorrência derivada ao aparecimento de novas fábricas que seguem a mesma linha de produção, em meados da década de 40, renova a sua linha de produção.

A faiança é mais fina e branca do que a anterior, lembrando a porcelana. A faiança de aparato é composta por potes, jarras e pratos, começa-se a produzir também louça utilitária criando-se serviços de mesa, chá e café.

Com o crescimento da produção, em 1963, a pintura manual é substituída pela estampa. Os motivos das peças, são inspirados em quadros famosos, em cenas mitológicas. As formas são assimétricas e escultóricas apresentando cores garridas.

Jarra Elias & Paiva, decada de 1950
Jarra Elias & Paiva, decada de 1950
Folha de catálogo da Elias e Paiva, década de 1950
Folha de catálogo da Elias e Paiva, década de 1950
Prato Raul da Bernarda, década de 1950
Prato Raul da Bernarda, década de 1950



Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

%d bloggers like this: